18 de janeiro de 2012

Um escândalo 2: com a bênção da prefeitura

Já era um escândalo a Sogil, concessionária do transporte público em Gravataí deixar de operar linhas por risco de atolar nas ruas embarradas.

Agora temos um escândalo ao quadrado! A Prefeitura dá a bênção para a Sogil fazer isso. Está no Jornal de Gravataí de hoje:

“... a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) esclarece que em virtude das fortes chuvas do final de semana, algumas estradas não ofereceram acesso de tráfego em determinados pontos. Ficou eminente o risco de atolamento dos veículos, como de fato aconteceu em algumas rotas. A SMTT frisa ainda, que em parceria com a Secretaria Municipal de Obras e Viação, está atendendo as demandas que se referem à manutenção das estradas, realizando ensaibramento e patrulhamento nessas vias. Essas medidas estão sendo tomadas para que no futuro, nenhuma chuva torrencial como as dos últimos dias, venha causar transtornos e interferências nos itinerários”.

É isso cidadão! Você paga passagem, mas não tem o direito de ir até o destino se a rua estiver embarrada.

O ônibus não pode ficar embarrado, não pode atolar!

Mas você que paga imposto tem o dever de se embarrar. Deve tomar um belo banho de chuva e ficar gripado. Pode escorregar e tomar um tombo no barro, quem sabe quebrar uma costela ou fraturar a perna...

Isso é Gravataí, orgulhosamente a 5ª maior economia do RS. Isto é Sogil, Prêmio de Responsabilidade Social 2011, Assembleia do RS.

Nenhum comentário: